As vacinas contra o tétano são obrigatórias a cada 30 anos, diz estudo

Sempre disseram para você tomar uma vacina antitetânica a cada 10 anos? Os cientistas recomendam que a vacinação de adultos seja agendada a cada 30 anos.

Um plano de vacinação simplificado com base na idade pode ajudar os adultos a permanecer protegidos contra o tétano e a difteria por pelo menos 30 anos, sem a necessidade de novas doses de reforço. (Foto: Thinkstock)Um plano de vacinação simplificado com base na idade pode ajudar os adultos a permanecer protegidos contra o tétano e a difteria por pelo menos 30 anos, sem a necessidade de novas doses de reforço. (Foto: Thinkstock)

Uma equipe de pesquisadores dos EUA desafiou a convenção de que os reforços das vacinas contra o tétano e a difteria precisam ser administrados a cada 10 anos. Em vez disso, eles recomendaram que a vacinação de adultos seja agendada a cada 30 anos.

mãe de milhões de cuidados com as plantas



Sempre nos disseram para tomar uma vacina antitetânica a cada 10 anos, mas, na verdade, há muito poucos dados para provar ou refutar essa linha do tempo, disse Mark K. Slifka, professor da Oregon Health & Science University.

O estudo, que analisou os níveis de imunidade entre 546 adultos, mostrou que os anticorpos duraram muito mais do que se acreditava anteriormente.



No entanto, os pesquisadores propuseram que um plano de vacinação simplificado com base na idade pudesse ser elaborado para envolver uma única vacinação aos 30 anos e novamente aos 60 anos.



A análise mostrou que os adultos permaneceriam protegidos contra o tétano e a difteria por pelo menos 30 anos sem a necessidade de novas doses de reforço, após completar a série de vacinação infantil padrão de cinco doses.

Além disso, o cronograma de 30 anos reduziria os custos da vacinação em dois terços, uma redução de aproximadamente $ 280 milhões por ano em custos de saúde e aproximadamente $ 1 bilhão em economia de custos em quatro anos.

A vacinação contra o tétano e a difteria resultou em um declínio significativo na incidência dessas duas doenças graves. As mortes atribuíveis ao tétano diminuíram 99 por cento desde a era pré-vacina, e a difteria é virtualmente inexistente nos EUA.

tipos de imagens de cactos

O artigo acima é apenas para fins informativos e não se destina a substituir o conselho médico profissional. Sempre procure a orientação de seu médico ou outro profissional de saúde qualificado para qualquer dúvida que possa ter sobre sua saúde ou condição médica.