Novo sistema desenvolve pensamento analítico em crianças cegas

O sistema é composto por bichinhos de pelúcia desmontáveis, dois quebra-cabeças 3D e histórias com informações visuais impressas a tinta, cujo desenho editorial foi executado de acordo com as necessidades de jovens cegos ou com visão muito limitada.

Mati Mati Torna Visível o Invisível, é um sistema que reduz as dificuldades de aprendizagem ao desenvolver o pensamento analítico em crianças cegas. (Fonte: Arquivo de Foto)

Com o objetivo de desenvolver o pensamento analítico e reduzir as alterações equivocadas nos dados recebidos por crianças com deficiência visual, um grupo de alunos da Cidade do México projetou um sistema multissensorial que inclui histórias, quebra-cabeças e brinquedos de pelúcia.



Mati Mati Torna Visível o Invisível, é um sistema que reduz as dificuldades de aprendizagem ao desenvolver o pensamento analítico em crianças cegas, afirmaram os criadores, alunos da Universidade Autônoma Metropolitana (UAM).

O trabalho foca em uma estratégia de instrução sensorial que reduz a recepção de dados de forma erroneamente alterada devido à falta de visão, relata a Efe News.



margarida amarela vermelha como flor

A solução que propomos oferece informação para cada um dos sentidos, uma vez que se baseia na audição, tato, sensação táctil (relacionada ao tato) e olfato, segundo os desenvolvedores do sistema.

nomes e fotos de árvores



A base do projeto são duas histórias escritas pelos alunos sobre espécies ameaçadas de extinção no México: a salamandra ajolotl que vive em Xochimilco e o pássaro quetzal indígena das florestas de Chiapas.

O sistema é composto por bichinhos de pelúcia desmontáveis, dois quebra-cabeças 3D e histórias com informações visuais impressas a tinta, cujo desenho editorial foi executado de acordo com as necessidades de jovens cegos ou com visão muito limitada, e inclui uma série de aquarela ilustrações que complementam cada história.

As histórias incluem imagens táteis e o sistema Braille, que correspondem ao sentido do tato, sendo que cada uma possui seu próprio audiolivro para que os usuários possam ouvir a história narrada pelos personagens da história, e cuja trilha sonora enriquece o projeto, afirmam os inventores .



Tanto os bichos de pelúcia, com texturas e materiais que simulam o real sentimento da espécie, mais os odores relacionados à história e os quebra-cabeças são calculados para fortalecer os processos de pensamento analítico de jovens cegos na tentativa de desmontar e montar cada objeto sem ninguém ajudá-los.

aranha com desenho branco nas costas

Os quebra-cabeças foram desenhados e cortados com feixe de laser, possuem formas geométricas identificáveis ​​ao toque e apresentam texturas por meio das quais o usuário pode identificar cada parte do animal por meio do tato ativo.

O artigo acima é apenas para fins informativos e não se destina a substituir o conselho médico profissional. Sempre procure a orientação de seu médico ou outro profissional de saúde qualificado para qualquer dúvida que possa ter sobre sua saúde ou condição médica.